terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Detido por Roubo com ameaça de seringa


O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Investigação Criminal, no dia 13 de janeiro de 2019, pelas 18H45, na Freguesia de Alvalade, em Lisboa, procedeu à detenção de 1 homem, com 40 anos de idade, por o mesmo ser suspeito do crime de Roubo com ameaça com uma seringa.
Polícias da investigação criminal, após alerta aos meios policiais, rapidamente se deslocaram para o local da ocorrência onde, com base nas características físicas fornecidas pela vítima, abordaram o suspeito, que minutos antes teria efetuado um roubo com ameaça de uma seringa.
Para efetivar o roubo, o suspeito deixou que a vítima entrasse no hall do prédio onde reside e, já no interior do mesmo, roubou-lhe 20 euros, tendo de seguida encetado fuga.
O detido, com antecedentes criminais, foi presente no Tribunal da Comarca de Lisboa-Juízo de Instrução Criminal, para 1.º interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de Prisão Preventiva.


segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Detido por furto em estabelecimentos

O Comando Metropolitano de Lisboa, através da Divisão Policial da Amadora, no dia 8 de janeiro, pelas 09H00, procedeu detenção de um homem estrangeiro, com 31 anos de idade por ser suspeito da prática de vários crimes de furto qualificado.

Nos últimos meses verificaram-se vários furtos em estabelecimentos comerciais, sobretudo lavandarias, no concelho da Amadora. Três suspeitos, em conjugação de esforços, vigiavam e definiam o local antes de, com recurso a arrombamento, efectuar o furto de diversas quantias monetárias.

Através de recolha de informações e respetivo processo de investigação, foi possível identificar os autores dos crimes, sendo produzida prova que permitiu imputar-lhes 8 crimes de furto qualificado e consubstanciar a emissão de um mandado de detenção para um deles, ao qual foi dado cumprimento.
O detido foi presente no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa Oeste - Amadora para 1º Interrogatório judicial ficando sujeito à medida de coação mais gravosa de Prisão Preventiva.



sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

3 Detidos pela prática de crimes de Roubo e Extorsão


O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Investigação Criminal, no dia 08 de Novembro de 2019, pelas 07H00, no âmbito de uma investigação de factos suscetíveis de enquadrarem os crimes de roubo e extorsão, deu cumprimento a quatro buscas domiciliárias num bairro da freguesia da Santa Clara – Lisboa.
Nessa sequência procedeu-se à detenção em flagrante delito de 1 um individuo, do sexo masculino, com cerca de 27 anos de idade, o qual detinha a quantidade de 7,74 gramas de haxixe, uma faca e uma balança com resíduos suspeitos de ser estupefaciente e 6 cartões bancários pertencentes a terceiros, resultantes de furtos por carteiristas.
No decurso desta busca domiciliária, foi dado cumprimento a um mandado de detenção, que pendia sobre um segundo indivíduo, do sexo masculino, com cerca de 24 anos de idade, o qual detinha na sua residência uma arma de fogo, tipo revólver, calibre 6,35 mm.
Em resultado das diligências que entretanto se realizaram, foi detido mediante mandado de detenção fora do flagrante delito emitido por Autoridade de Polícia Criminal, um terceiro indivíduo, do sexo masculino, com cerca de 19 anos de idade, indiciado da prática de dois crimes de roubo. 
Os detidos encontram-se referenciados pela prática de pelo menos dois Roubos ocorridos no mês de Agosto de 2018, na zona do Cais do Sodré e um crime de Extorsão ocorrido no período de tempo compreendido entre os meses de Maio e Agosto do ano de 2018 na localidade das Galinheiras – Lisboa, praticados sobre um comerciante de nacionalidade estrangeira, suspeitando-se no entanto, que tenham sido os autores de outros ilícitos da mesma natureza, ocorridos em datas anteriores.
Os suspeitos subtraíram aos ofendidos, valores no total aproximado de 3.000,00 Euros (três mil euros).    
 Efetuadas todas as diligências de recolha de prova, foram os suspeitos conduzidos ao Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa para serem sujeitos a 1.º Interrogatório Judicial, tendo sido aplicada a um deles a medida de coação de Prisão Preventiva e aos restantes, apresentações semanais.

Lisboa, 11 de janeiro de 2019



terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Crime contra a natureza – Meixão


O Comando Metropolitano da Polícia de Segurança Pública de Lisboa, através da Divisão de Segurança Aeroportuária em conjugação de esforços com a Brigada de Proteção Ambiental e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, realizou no dia de hoje, 7 de Janeiro, pelas 11h30, uma operação policial, que culminou na detenção de quatro homens, com idades compreendidas entre os 38 e os 50 anos, pela prática de crime contra a natureza e a apreensão de 104.38 quilogramas de meixão vivo - enguia europeia na fase larvar, uma espécie protegida pela Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies de Fauna e Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção (CITES).
Os indivíduos estavam a ser monitorizados e aquando da sua chegada á área de partidas deste aeroporto foram reconciliados com doze bagagens que processavam no balcão de check-in da companhia aérea para um voo que tinha como destino final um país asiático. Foram então intercetados e conduzidos para as instalações policiais onde se consolidou a expectativa dos profissionais de polícia e se verificou que o meixão estava acondicionado nas referidas malas de viagem, normais, que seriam transportadas por passageiros que não são mais do que correios pagos para o efeito. Uma vez que é determinante que o meixão chegue vivo ao destino, os arguidos garantem que as enguias bebé vão acondicionadas em água e protegidas com películas térmicas, de forma a permitir que a temperatura se mantenha estável durante todo o percurso da viagem.
O meixão, de acordo com informação técnica precedente do ICNF, constitui uma das fases de desenvolvimento do complexo e longo ciclo de vida da enguia europeia, de nome científico Anguilla anguilla, o qual tem o seu início e fim no Mar dos Sargaços, no Atlântico Norte, junto à costa americana, onde decorre a reprodução desta espécie.
Em Portugal, a captura de meixão apenas é possível no Rio Minho, estando sujeita a forte regulamentação pela legislação das pescas, nomeadamente registo dos pescadores locais na Capitania do Porto de Caminha ao abrigo do Decreto-Lei 8/2088, de 9 de Abril (Regulamento da Pesca no Troço Internacional do Rio Minho). Complementarmente, a detenção e comercialização subsequentes dependem ainda de certificado comunitário, emitido pelo ICNF, na qualidade de autoridade administrativa CITES.
Uma vez no destino, o meixão tem, sobretudo, dois aproveitamentos: o culinário, em pratos gourmet apreciados, onde os restaurantes chegam a pagar 20 mil euros por quilo; e a criação de enguias, a partir destas enguias-bebé contrabandeadas. Os criadores pagam milhares de euros por quilo aos traficantes, mas usam-no para mais do que um negócio. O meixão é, ainda, libertado em arrozais, onde cresce e engorda comendo os parasitas daquelas culturas. Dessa forma, não só ajuda na produção de arroz, como acaba – já em fase adulta – por ser comercializado em toda a Ásia e até exportado de volta para a Europa.
O valor aproximado da apreensão estima-se, na fase de destino do seu no ciclo económico, ou seja no recetor final asiático, em aproximadamente 700 000 euros.
O destino do meixão foi o Rio Tejo onde foi devolvido ao seu habitat natural. Os detidos serão presentes a juízo no dia de hoje.



sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Lançamento da 3ª Edição do Concurso Sardinhas PSP/EGEAC 2019



O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, informa que no dia 4 de janeiro, procedeu ao lançamento da 3ª Edição do Concurso “Sardinhas PSP/EGEAC 2019”, em parceria com a EGEAC e com os apoios do El Corte Inglés, do Oceanário de Lisboa e da Nutpor.
O Concurso “Sardinhas PSP/EGEAC 2019” é um concurso inserido na temática das Festas de Lisboa 2019 e tem como principal objetivo difundir conselhos de segurança e prevenção criminal a todos os lisboetas e visitantes que participam nas referidas festas populares, pretendendo simultaneamente envolver e estimular o público mais jovem, do ensino básico e secundário, bem como da população sénior, nas iniciativas desenvolvidas pela PSP que concernem à segurança pública. Com este concurso, esperamos promover o aparecimento de ideias que poderão vir a traduzir-se em ganhos efetivos de prevenção ao nível da comunidade em geral. As sardinhas vencedoras irão posteriormente figurar nas Festas de Lisboa 2019 a par das restantes sardinhas anualmente desenvolvidas pela EGEAC.
Serão escolhidas três sardinhas (por grupo) sendo as vencedoras de cada grupo impressas e distribuídas pela PSP aquando das Festas Populares de Lisboa de 2019.
A inscrição efetua-se mediante o preenchimento do email concurso.nirp.lisboa@psp.pt, logo com o anexo do trabalho a concurso e só serão admitidas as candidaturas que cumpram os requisitos constantes no regulamento.
O prazo para inscrições e submissão terminará a 19 de abril de 2019.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Lançamento da 1ª Edição do Concurso Diz-me Tu!





O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, informa que no dia 2 de janeiro, procedeu ao lançamento da 1ª Edição do Concurso “Diz-me tu!”, com a temática da Noite Ainda + Segura, com a parceria da Junta de Freguesia da Estrela e da FNAC Portugal, contando também com o apoio criativo da Idea Can.
O Concurso “Diz-me tu!” é um desafio lançado aos jovens do Ensino Secundário e Universitário dos Estabelecimentos de Ensino da área metropolitana de Lisboa, para contribuírem na criação de conteúdos direccionados para a prevenção.
O que se pretende, é que através da elaboração de uma cartaz ou de um vídeo apelativo e criativo, se difunda uma mensagem com elevado potencial em matéria de conselhos de segurança e de prevenção e, que ao mesmo tempo, sensibilize os jovens que frequentam a noite, para os comportamentos de risco.
Com este concurso, esperamos promover o aparecimento de ideias que possam vir a traduzir-se em ganhos efectivos para a melhoria do comportamento ao nível da prevenção da comunidade jovem nas cidades.
Os dois melhores trabalhos em cada categoria serão agraciados com prémios patrocinados pela Junta de Freguesia da Estrela e pela FNAC Portugal.
A inscrição e submissão do trabalho efetua-se por preenchimento de formulário através do link:
O concurso estará em vigor até ao dia 3 de maio de 2019.






sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Festejos de Ano Novo na Praça do Comércio



O Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública informa que, devido à realização das festas de fim de ano na Praça do Comércio, durante os festejos no dia 31 de dezembro, a mesma será considerada um recinto improvisado, motivo pelo qual serão criados perímetros de segurança, com a criação de nove locais de acesso com revistas.
Não serão permitidos no recinto garrafas e copos de vidro, bem como chapéus de chuva com hastes compridas, entre outros objetos constantes do anexo.
Se pretender transportar consigo alguns pertences em mochila/bolsa, a mesma não deve ser superior ao tamanho de uma folha A3.
O recinto abrirá ao público às 19h00 pelo que se aconselha a quem pretender deslocar-se para a Praça do Comércio, que o faça com a maior antecedência possível.
Nos dias 29, 30 e 31 de dezembro, decorrente da necessidade de assegurar a segurança de pessoas e bens e, facilitar a intervenção, em caso de necessidade de meios de proteção e socorro, a zona baixa da cidade vai estar sujeita a diversos condicionamentos de trânsito.
Dia 29 de dezembro de 2018:
- Corte total de trânsito na Praça do Comércio entre as 20h30 e as 00h30
- Cortes principais:
o   Praça Duque de Terceira/ Cais do Sodré (trânsito desviado para a Rua do Alecrim ou inverte)
o   Av. Infante D. Henrique c/ Rua Cais de Santarém e Estação Sul e Sueste
o   Rua da Alfândega c/ Praça do Comércio
o   Rua da Prata (condicionada);
o   Rua do Ouro (condicionada);
o   Restauradores Sul, cuja passagem para o Rossio só é permitida a Transportes Públicos.
Dia 30 de dezembro de 2018:
- Corte total de trânsito na Praça do Comércio entre as 20h30 e as 00h30 (com os mesmos cortes e condicionamentos de dia 29 de dezembro)

Dia 31 de dezembro de 2018/01 de janeiro de 2019
- Corte total de trânsito na Praça do Comércio a partir das 17h00
- Cortes principais:
·         Av. 24 de Julho c/ Av. D. Carlos I;
·         Largo Vitorino Damásio e Calçada Marquês de Abrantes;
·         Praça Duque de Terceira/ Cais do Sodré (trânsito é desviado para a Rua do Alecrim ou inverte);
·         Rua do Arsenal;
·         Av. Infante D. Henrique (Viaduto da Av. Mouzinho de Albuquerque – corte TOTAL, excepto Transportes Públicos);
·         Av. Infante D. Henrique c/ Estação Sul e Sueste;
·         Av. Infante D. Henrique c/ Santa Apolónia (exceptos Transportes Públicos);
·         Rua da Alfândega c/ Praça do Comércio;
·         Rua Vitor Cordom c/ Calçada do Ferregial;
·         Restauradores Sul;
·         Rua do Ouro (encerrada);
·         Praça da Figueira – Encerrado o acesso à Rua dos Fanqueiros e Rua dos Douradores
As alterações à circulação e os respetivos desvios de trânsito são devidamente coordenados no local pela Polícia, sendo garantido o acesso de veículos de emergência.
Solicita-se a todos o cumprimento das indicações transmitidas pelos agentes de autoridade.
A PSP aconselha:
·         Privilegie a utilização de transportes públicos;
·         Se conduzir não beba. Não ingira bebidas alcoólicas em excesso – No período em apreço e especialmente na madruga de 01JAN2019, a PSP tem prevista a realização de diversas Operações de Fiscalização Rodoviária, visando precisamente dissuadir os comportamentos de risco associados ao consumo de bebidas alcoólica versus condução;
·         Se estacionar na via pública, verifique se o seu veículo permite a circulação de veículos de emergência;
·         Verifique se deixou o veículo trancado e não deixe valores à vista no seu interior;
·         Seja cooperante com os agentes de autoridade e um órgão facilitador da ação policial, não comprometa a sua segurança e a dos outros cidadãos e não adote comportamentos de risco;
·         Não ostente bens pessoais de valor, especialmente telemóvel, carteira e relógio;
·         No dia 31 de dezembro, evite transportar para o interior do perímetro carrinhos de bebé ou cadeiras para suprir a mobilidade reduzida pois o seu uso, no meio de milhares de pessoas, condicionará a sua utilização e poderá colocar em risco as pessoas na Praça bem como os seus utentes. Caso seja imperioso levarem, pela razão da idade dos bebés e/ou mobilidade do utilizador, a PSP aconselha a evitarem a concentração na zona mais próxima ao Cais das Colunas.

·         Se considerar necessária a intervenção da polícia, não hesite em pedir a nossa colaboração, ligue 112, em caso de emergência e memorize no seu telemóvel o seguinte número de telefone do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP: 21 765 42 42, ou digite no seu telemóvel [21polícia].
A PSP faz votos de umas Boas Festas em Segurança, desejando um bom ano de 2019.


Acção MIPP em IPSS | 21ª Esquadra - Campolide


O Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública, através da 3.ª Divisão Policial, recolheu junto de pessoas singulares da sociedade civil um conjunto de presentes para que pudessem ser entregues a 23 crianças e jovens, com idades entre os 13 e os 20 anos, institucionalizadas em uma Instituição Particular de Segurança Social na área de responsabilidade da Esquadra de Campolide.
Tratou-se de um ato simples com um único objetivo: estar presente junto dos que mais necessitam. Numa pequena festa, foi possível conviver com os jovens, ouvir os seus pedidos, apoiá-los nas suas necessidades, dar-lhes conselhos de segurança e demonstrar que a Polícia de Segurança Pública está presente para o seu apoio e segurança.
O Natal acontece sempre que toda a comunidade queira. E para tal, a Polícia de Segurança Pública está pronta a apoiar.
Agradecemos a todas as pessoas da sociedade civil que permitiram este momento.