sexta-feira, 13 de setembro de 2019

“MARGINAL SEM CARROS”



O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão Policial de Oeiras, informa que no dia 15 de setembro, vai estar empenhado na segurança do evento Marginal Sem Carros, na E N 6,Avª. Marginal, que inicia às 10h00 e termina às 13h00.

A Avª. Marginal vai estar totalmente encerrada ao trânsito, entre 08h00 e as 13h00, concretamente entre o Alto da Boa Viagem, em Caxias e a Rotunda de Carcavelos, junto à praia da Torre, em Oeiras.
Aconselha-se aos senhores condutores, a utilizarem em alternativa à Avª. Marginal, preferencialmente a A5, ou então os arruamentos interiores.
Este evento anual, está associado à semana Europeia da Mobilidade e ao dia Europeu sem Carros, o objetivo principal desta iniciativa é sensibilizar os munícipes para a utilização de formas alternativas de mobilidade e transporte, como a utilização da bicicleta, de transportes públicos ou percursos a pé, como alternativa à utilização automóvel e consequente poluição ambiental, promoção de estilos de vida saudáveis, oferece a possibilidade à população, de todas as idades, de poder desfrutar de um conjunto de atividades diversificadas no âmbito da saúde, atividade física, ambiente e mobilidade, ao longo de todo o percurso.
Este evento é organizado pelo Município de Oeiras em colaboração com diversos parceiros, clubes desportivos e associações locais. De destacar ainda a parceria com a CP, em que os participantes podem aproveitar o bilhete promocional de 2€, ida e volta, na Linha de Cascais, com acesso na Estação de Caxias.
A PSP aconselha:
·         Privilegie a utilização de transportes públicos;
·         Se estacionar na via pública verifique se deixou o veículo de forma a permitir a circulação rodoviária;
·         Verifique se deixou o veículo trancado e não deixe valores à vista no seu interior;                              
·         Acate com total disponibilidade as ordens dos Polícias, seja um órgão facilitador da ação policial e não comprometa a sua segurança e a dos outros cidadãos;
·         Se considerar necessária a intervenção da polícia, não hesite em pedir a nossa colaboração, ligue 112, e memorize no seu telemóvel o seguinte número de telefone do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP:
·         21 765 42 42, ou digite no seu telemóvel [21 polícia].

                                                                                                                




  Lisboa, 13 de setembro de 2019

“Prisão preventiva para detido por Violência Doméstica”



O Comando Metropolitano da Polícia de Segurança Pública de Lisboa, através da 5ª Divisão Policial, no dia 12 de setembro, pelas 00h33, procedeu à detenção de um homem de 34 anos, por ser suspeito da prática de crime de Violência Doméstica.
Os polícias da PSP deslocaram-se ao local da ocorrência e apuraram que a vítima, companheira do suspeito com quem tem seis filhos, afirmou ter sido ameaçada pelo suspeito com recurso a uma arma de fogo. Para além disso, o mesmo ameaçou atear fogo às viaturas dos familiares da companheira.
Antes da chegada dos polícias da PSP e ao saber que estes se deslocavam para o local, o suspeito encetou tendo sido intercetado minutos depois. Durante a abordagem policial foi encontrado no interior da viatura uma garrafa contendo gasolina e uma arma branca, reputando-se a prática do ilícito. O suspeito afirmou que se havia deslocado para aquele local a fim de estar com os filhos, quando foi recebido num ambiente de hostilidade por parte de familiares da mãe das crianças.
O detido, já com antecedentes criminais, foi presente nos serviços do Ministério Público do Tribunal da Comarca de Lisboa, para 1.º interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais gravosa - Prisão preventiva.

13 de setembro de 2019

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

“Prisão Preventiva por Furto em Estabelecimento em Cascais”



O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão Policial de Cascais, no dia 9 de setembro, pelas 01h30, procedeu à detenção em flagrante delito de um cidadão por ser suspeito da prática do crime de furto em estabelecimento comercial.
A Polícia de Segurança Pública obteve conhecimento de uma situação de alarme de intrusão em estabelecimento comercial, encontrando-se um individuo no seu interior. Após chegada ao local, foi audível a existência de um suspeito no interior do estabelecimento pelos passos sobre estilhaços de vidros, sendo efetuado um perímetro de segurança exterior.
À saída do estabelecimento, nomeadamente no hall de entrada do edifício, foi intercetado o suspeito, referenciado por esta Polícia de Segurança Pública, na posse de uma gaveta de caixa registadora com 351,99€ no seu interior.
Pelo exposto, os bens furtados foram recuperados e entregues ao seu legítimo proprietário.
De referir que o detido em causa já se encontra referenciado por dezenas de crimes da mesma natureza, sendo presente aos serviços do Ministério Público do Tribunal da Comarca de Lisboa Oeste – Cascais, para 1.º interrogatório judicial, onde lhe foi aplicada a medida de prisão preventiva por o mesmo ter sido detido em flagrante delito pela 3.ª vez em 3 meses, não se apresentado ao Tribunal competente.
12 de setembro de 2019

terça-feira, 10 de setembro de 2019

“Prisão Preventiva pela prática reiterada de Furtos”




O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Investigação Criminal, no dia 5 de setembro, pelas 16h25, na freguesia de Santa Maria Maior, em Lisboa, procedeu à detenção de 1 mulher, com 44 anos de idade, por a mesma ser suspeita da prática de vários Furtos.

A suspeita deslocava-se da sua residência na margem sul do Tejo e permanecia na freguesia de Santa Maria Maior, por períodos de longa duração, com a particularidade de o fazer há já cerca de 10 meses.

Desde agosto do ano transato que as suspeitas sobre as atividades ilícitas desta mulher se tinham adensado, tendo sido detida 9 vezes em flagrante delito e identificada em cerca de 20 situações por crimes contra a propriedade e presente a primeiro interrogatório, sendo libertada com obrigação de apresentações diárias na esquadra da área da residência.

Não aproveitando as várias oportunidades que lhe foram sendo concedidas com a aplicação deste tipo de medidas de coação dado que não cumpria a mesma, a suspeita continuou a praticar este tipo de crimes, havendo diversos inquéritos a decorrer na divisão de investigação criminal onde a mesma estava indiciada.

Durante este tempo continuou  a prática reiterada de assaltos em hotéis, alojamentos locais e estabelecimentos de restauração, culminando, em dezembro passado, na sua detenção em flagrante delito e na aplicação da medida de coação de Prisão Preventiva.

Já em março do corrente ano, e após revisão da medida de coação em que foi alterada a medida de coação para Prisão Domiciliária, a suspeita continuou na senda do crime, de volta a Lisboa e à zona da freguesia de Santa Maria Maior, cometendo mais dois crimes de furto em alojamento local.

A atividade desta arguida causou um prejuízo patrimonial, que no seu total ascende aos 4.500 euros.

Comunicados estes crimes ao Ministério Público, foi emitido novamente Mandado de Detenção por Autoridade Judiciária, sendo a detida presente  no Tribunal da Comarca de Lisboa – Juízo de Instrução de Lisboa, para 1.º interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais gravosa de Prisão Preventiva.

A PSP informa que tem disponibilidade para prestar esclarecimentos sobre esta situação junto da Divisão de Investigação Criminal devendo entrar em contacto com este Núcleo de Imprensa e Relações Públicas para coordenação e articulação.

10 de setembro de 2019

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

“Detidas por Sequestro, Roubo agravado e Ofensas à integridade física qualificada”




O Comando Metropolitano de Lisboa, através da Divisão Policial da Amadora, no âmbito de uma investigação em curso, no dia 4 de Setembro, deu início a uma operação policial que compreendeu a realização de várias buscas domiciliárias no concelho de Sintra e a detenção de 4 mulheres, com idades compreendidas entre os 32 e 57 anos, por serem suspeitas da prática de um crime de Roubo agravado e Ofensas á integridade física qualificada.  
As detidas são suspeitas de, no final do mês de julho, no concelho da Amadora, terem entrado ilegitimamente na residência de uma outra mulher, de 21 anos, que estava em casa apenas com uma criança de 3 anos, e a terem privado da liberdade, agredido, rapado o cabelo e subtraído diversos bens, colocando-se de seguida em fuga.
As mulheres detidas irão ser presentes no Tribunal Judicial da Amadora, para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação.
06 de setembro de 2019

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

“Detida por tráfico de estupefaciente”




O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da 4ª Divisão de Policial, no dia 30 de agosto, pelas 22h30, na freguesia de Campo de Ourique, em Lisboa, procedeu à detenção de uma mulher, com 48 anos de idade por ser suspeita da prática de crime de tráfico de estupefaciente.
No decorrer de uma fiscalização a transportes públicos os polícias da PSP aperceberam-se, enquanto fiscalizavam o condutor da viatura, que uma passageira se demonstrava nervosa e que transportava consigo uma mochila que continha no seu interior uma panela de pequenas dimensões (vulgo fervedor), um coador metálico, uma garrafa de amoníaco, uma balança de precisão, bem como um saco contendo produto suspeito de ser estupefaciente.
Desta abordagem conseguiu apurar-se que a suspeita detinha na sua posse 43 doses de Cocaína e 91,8 gramas de produto indeterminado, tendo-se procedido à apreensão do produto estupefaciente e do restante material, relacionado com a prática do crime de tráfico de estupefaciente.
A detida foi presente no Tribunal da Comarca de Lisboa, para 1º interrogatório, tendo-lhe sido aplicada a medida de coacção de Apresentações Quinzenais.

05 de setembro de 2019



quarta-feira, 4 de setembro de 2019

“Detido por furtos e tráfico de estupefaciente”



O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Policial de Vila Franca de Xira, no dia 31 de agosto, na vila de Alhandra, procedeu à detenção de um homem com 22 anos de idade, por ser suspeito da prática de vários crimes de furto e tráfico de estupefaciente.
A Polícia foi alertada por uma pessoa que viu um grupo de homens a trocar de roupa e munir-se de ferramentas, dirigindo-se para um posto de abastecimento de combustível que ali existe. Atendendo à hora da noite, suspeitando que pudessem estar a preparar-se para furtar, os polícias da PSP deslocaram-se para aquele local onde viram uma carrinha estacionada num sítio com pouca luz. Pelas circunstâncias e por apurarem que a viatura havia sido furtada, dias antes, no distrito de Leiria, efetuaram diligências no sentido de localizar os suspeitos.
Volvidos uns minutos, já com os suspeitos no interior da viatura a procurarem a fuga, os elementos policiais procederam à abordagem, resultado da qual conseguiram a detenção de um deles. Na viatura furtada onde circulavam, transportavam cerca de 500 metros de fio de cobre bem como as ferramentas utilizadas e um recipiente com combustível.
Foi possível apurar que o cobre tinha sido furtado dos postes de distribuição de energia elétrica, privando várias habitações e um posto de abastecimento de combustível de dela usufruir durante várias horas. Foram ainda apreendidas 190 doses de haxixe.
O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Loures tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de apresentações periódicas obrigatórias e obrigação de entrega do passaporte.
03 de setembro de 2019




terça-feira, 3 de setembro de 2019

“Jovem detido por tráfico de estupefaciente e posse de arma de fogo”



O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Policial da Amadora, no dia 02 de setembro, pelas 14h30, na freguesia de Águas Livres – Amadora, procedeu à detenção de um jovem, com 17 anos de idade, por ser suspeito da prática do crime de tráfico de estupefaciente e posse ilegal de arma de fogo.
A detenção ocorreu quando em patrulhamento apeado Junto ao Mercado da Reboleira, os polícias da PSP encontraram dois jovens onde se sentia um forte odor a produto estupefaciente. Quando interpelados pelos polícias um deles admitiu ter consigo produto estupefaciente, tendo sido feita uma revista no local, onde foram localizadas 22 doses individuais de haxixe, dentro de uma bolsa que o mesmo possuía. 
Em sequência da detenção, foram realizadas buscas à residência, onde foram ainda apreendidos:
  •        163 doses individuais de haxixe;
  •        1 arma de fogo de cano duplo,
  •       1 munição 8,5mm;
  •        2 facas com resíduos de produto estupefaciente.

O suspeito vai ser presente no dia de hoje no Tribunal Judicial Lisboa Oeste – Juízos da Amadora, para ser ouvido em primeiro interrogatório.

03 de setembro de 2019