segunda-feira, 16 de abril de 2018

Resultados Operacionais – Fogos Florestais

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, tem vindo a dedicar, ao longo dos últimos anos, especial atenção à defesa da floresta contra incêndios, seja do ponto de vista preventivo, com a realização de ações de sensibilização e distribuição de material informativo, em colaboração com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, seja do ponto de vista da fiscalização de situações e comportamentos de risco.

Neste último âmbito, apesar de a área de responsabilidade do Comando não ser, por natureza, rural, salienta-se, nos últimos dois anos, a instrução de um total de 49 processos de contraordenação, 32 dos quais deram origem ao pagamento de coimas, por decisão condenatória do Comandante Metropolitano de Lisboa da PSP.

Embora sendo uma responsabilidade assumida pelos mais de sete mil homens da PSP de Lisboa, as Brigadas de Proteção Ambiental (BriPA) assumem-se, por natureza, como o serviço responsável no COMETLIS pela coordenação da estratégia de defesa da floresta, prestando apoio técnico e operacional às ações de vigilância, prevenção e fiscalização no âmbito da defesa da floresta contra incêndios.

Apesar de, conforme foi referido, a área de responsabilidade deste Comando não ter muitas zonas suscetíveis de representar perigo grave de incêndio florestal, esta matéria tem merecido redobrada atenção, planeamento e empenhamento operacional, assumindo o Comando Metropolitano de Lisboa, de forma clara e determinada, todas as suas competências e responsabilidades nesta matéria.

Sem comentários:

Enviar um comentário