sexta-feira, 23 de março de 2018

Motoristas detidos por especulação no transporte de turistas

O Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública, através da Divisão de Segurança Aeroportuária e da 1ª Divisão Policial, entre o dia 17 e o dia 21 de março, procedeu à detenção de cinco homens, com idades entre os 40 e os  69 anos de idade, pela suspeita da prática de crime de Especulação. 

As detenções foram consumadas quando os condutores foram intercetados após a cobrança excessiva do serviço de transporte de aluguer. 

Um dos condutores cobrou 2,40 euros de suplemento de bagagem a um turista por um transporte de duas malas, do Aeroporto Humberto Delgado até a uma unidade hoteleira, em Lisboa, quando o valor a pagar seria de 1,60 euros. No serviço efetuado constata-se alteração dos suplementos de transporte de bagagem fixados em regulamentação própria, sendo cobrados em excesso 0.80 cêntimos. 

Outro condutor, cobrou a quantia de 19 Euros a um turista por um transporte de táxi efetuado entre o Aeroporto Humberto Delgado e a Av. da Liberdade, em Lisboa. No serviço efetuado, o taxímetro marcava, em serviço de tarifa diurna, a quantia de 16,80 Euros, tendo assim o detido cobrado um excesso de 2,20 Euros. 

Outro, cobrou a quantia de 25 Euros a uma turista, por um transporte de táxi efetuado entre Aeroporto Humberto Delgado e a Rua de S. Paulo, nesta cidade. No serviço efetuado, o taxímetro marcava, em serviço de tarifa diurna, a quantia de 14,45 Euros, tendo assim o detido cobrado um excesso de 10,55 Euros. 

Também um condutor cobrou a quantia de 35 Euros a uma turista por um transporte de táxi entre o Aeroporto Humberto Delgado e o centro da cidade. No serviço efetuado, o taxímetro marcava, em serviço de tarifa diurna, a quantia de 11,35 Euros, tendo assim o detido cobrado um excesso de 23.65 Euros. Constatou-se ainda que o taxímetro se encontrava oculto pelo dístico de proibição de fumar, o qual lhe foi apreendido.

Por fim outro motorista, cobrou a quantia de 19 Euros a um turista por um transporte de táxi efetuado entre o Aeroporto Humberto Delgado e a Rua Cais de Santarém, em Lisboa. No serviço efetuado, o taxímetro marcava, em serviço de tarifa diurna, a quantia de 11,80 Euros, tendo assim o detido cobrado um excesso de 7,20 Euros. 

Os valores cobrados em excesso foram devolvidos pelos detidos aos passageiros, no decorrer das detenções.

Aos detidos foram aplicadas várias medidas de coação, desde a suspensão provisória do processo mediante o pagamento da injunção no valor pecuniário de 600 euros a novas datas para julgamento.

Sem comentários:

Enviar um comentário