terça-feira, 27 de março de 2018

Constituição de arguido pelo crime de Especulação

O Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública, através da Divisão de Segurança Aeroportuária, no dia 25 de março, procedeu à apreensão de um veículo Táxi, bem como de vários objetos, a um homem, de 42 anos de idade, pela suspeita de adulteração do aparelho de medição tempo e distância, vulgo taxímetro. 

A partir da denúncia, por parte de um passageiro, após ter pago 42 euros por um serviço de táxi, das chegadas do Aeroporto Humberto Delgado para o centro da cidade de Lisboa, quando o mesmo rondaria os 10 euros e ter recebido uma fatura do serviço, da qual os dados não corresponderiam à viatura em questão.

Após a deteção de um dispositivo que permite cobrar preços superiores ao valor real, foi de imediato procedido à apreensão do veículo táxi e de inúmeros objetos que serviam para ludibriar os passageiros de modo a pagarem mais pelo serviço prestado.

O proprietário da viatura foi Constituído Arguido e sujeito a Termo de Identidade e Residência.

Sem comentários:

Enviar um comentário