quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Falsas declarações / Simulação de crime

O Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública, através da Divisão Policial de Loures, no dia 12 de janeiro, pelas 23h00, no seguimento de uma operação policial em Odivelas, recuperou um telemóvel que constava para apreender por alegadamente ter sido roubado ao seu legítimo proprietário. O indivíduo na posse do objeto foi Constituído Arguido e sujeito a Termo de Identidade e Residência.

Efetuadas diligências policiais adicionais, verificou-se que sobre o mesmo telemóvel pendiam duas denúncias distintas: uma por furto e outra por roubo.

Foi assim possível apurar que o proprietário do telemóvel simulou e denunciou um crime de roubo com ameaça de arma branca quando, na realidade, o telemóvel havia sido subtraído do interior de uma mochila.

Pelos factos praticados, foi Constituído Arguido e sujeito a Termo de Identidade e Residência.

Sem comentários:

Enviar um comentário