sexta-feira, 30 de junho de 2017

Fiscalização Rodoviária da Divisão de Trânsito da PSP

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Trânsito, na sua área de responsabilidade, continuando os objetivos de prevenção e dissuasão da criminalidade e no domínio da segurança rodoviária, dando-se especial atenção à condução sob a influência do álcool/estupefacientes, cometimento de infrações graves/muito graves, falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório, falta de habilitação legal para conduzir, excesso de velocidade, utilização do telemóvel ou outros equipamentos durante a condução, transporte de menores sem utilização dos acessórios de segurança, desrespeito das regras de condução por parte dos condutores de velocípedes, bem como à circulação de veículos sem realização da inspeção periódica obrigatória, efetuou no período compreendido entre 23 a 30 de junho:
  • 74 Operações STOP;
  • 14 Operações de Visibilidade;
  • 30 Policiamentos (Manifestações, Procissões, deslocações de Membros do Governo Português, Simulacros, Jogos de Futebol da 1.ª Liga, etc…), e
  • 03 Operações conjuntas realizadas com a AT/ACT.

No total foram fiscalizados:
  • 3876 Veículos Controlados por Radar;
  • 2004 Veículos Ligeiros; 
  • 105 Transporte de aluguer - Ligeiros;   
  • 77 Veículos Pesados;
  • 102 Motociclos e 
  • 06 Velocípedes.

Foram contabilizadas 1586 infrações ao Código da Estrada, RST e RCE, nomeadamente:
  • 91 Velocidade:
  • Muito Graves – 13
  • Graves – 29;
  • 73 Telemóvel;
  • 28 Prioridade na passagem de peões;
  • 85 Inspecções;
  • 36 Desrespeito ao Sinal Vermelho;
  • 04 Circulação no Corredor “BUS”
  • 71 Transporte de aluguer - Ligeiros;   
  • 12 Falta de Seguro;
  • 24 Veículos Apreendidos; 
  • 00 Excesso de Peso; 
  • 45 Álcool:
    • Muito Graves – 16
    • Graves – 29
  • Detenções:
    • Álcool – 7
    • Desobediência – 1
    • Carta – 4
    • Falsificação de Notação Técnica – 1
    • Outros - 2

O Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública informa ainda, que através da sua Divisão de Trânsito, continuará a realizar operações de fiscalização rodoviária, em áreas mais especializadas, como a presente situação.

Sem comentários:

Enviar um comentário