quarta-feira, 12 de março de 2014

"3 Detidos por 40 Furtos em Lisboa"



"3 Detidos por 40 Furtos em Lisboa"


O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Segurança a Transportes Públicos, ontem, entre as 07h00 e as 17h00, levou a cabo uma operação policial que culminou na detenção de três homens, com idades entre os 30 e os 48 anos, que se dedicavam ao furto de malas e carteiras nos transportes públicos, hotéis, restaurantes e bares por toda a cidade de Lisboa.

Os três homens atuavam em conjunto um pouco por toda a cidade, desde hotéis do Parque das Nações à zona do Marquês de Pombal, passando por restaurantes e bares na Baixa lisboeta, e áreas de restauração de centros comerciais, bem como no Metropolitano e Gare do Oriente.

Tinham como alvos preferenciais os turistas nas áreas de receção dos hotéis, a quem furtavam as malas de viagem, aproveitando sempre a distração destes ou ficando um deles a conversar com o turista, enquanto outro aproveitava e lhe furtava o bem.
Quando atuavam em restaurantes, após selecionarem as vítimas, sentavam-se nas mesas vizinhas e, mediante a distração das mesmas, furtavam-lhes as malas ou os casacos pendurados nas costas das cadeiras.
Juntos, os três detidos estão indiciados em 40 furtos o que provocou, junto das vítimas, um prejuízo que ascende aos €63.500, furtando sempre malas com computadores portáteis, roupa, máquinas fotográficas, telemóveis e levantamentos e compras com cartões de débito furtados, sendo que em duas ocasiões provocaram às vítimas um prejuízo de €3.000 e €5.000 em compras de vários artigos de vestuário e equipamento fotográfico. 

A PSP apercebeu-se das ações deste grupo em meados de 2013 e depois de iniciadas as investigações sob a direção do DIAP de Lisboa veio a identificar e deter os autores dos furtos, o que foi feito através do cumprimento de Mandados de Detenção fora de flagrante delito, emitidos pela Procuradora Adjunta do DIAP, responsável pelo Inquérito.
A polícia recuperou ainda na residência de dois detidos vários artigos comprados com os cartões furtados às vítimas, entre os quais, relógios, perfumes, calçado, roupa interior, material fotográfico e vários telemóveis.

Os detidos, já referenciados por este tipo de crime, serão hoje presentes a 1.º Interrogatório Judicial junto do Juiz de Instrução Criminal para lhes serem aplicadas as respetivas medidas de coação.

Sem comentários:

Enviar um comentário