sexta-feira, 4 de abril de 2014

Detenção pelo Crime de Furto

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da 1.ª Divisão Policial e em cooperação com a Divisão de Segurança a Transportes Públicos, ontem, pelas 14h10, no Miradouro de Santa Luzia, em Lisboa, procedeu à detenção de um homem com 36 anos de idade, pela prática do crime de furto (por carteirista).

Na sequência de inúmeras reclamações por parte de comerciantes, moradores e turistas que circulam pelas ruas da Baixa de Lisboa e atendendo ao número de indivíduos que se dedicam à prática do crime de furto, foi mobilizada uma equipa policial direcionada para a prevenção e repressão destes ilícitos.

Quando se encontravam a patrulhar a rua Augusto Rosa, no seu cruzamento com a rua do Barão, vislumbraram um homem, no interior do elétrico n.º 28, a empurrar vários cidadãos de nacionalidade estrangeira que nele se faziam transportar. O indivíduo já é conhecido desta polícia e encontra-se referenciado pela prática de inúmeros crimes de furto no interior de transportes públicos.

O elemento policial ao constatar que o suspeito adotava um comportamento idêntico àquele que os carteiristas adotam quando se preparam para subtrair os bens das vítimas, prontamente moveu perseguição apeada ao veículo de transporte público. Quando este para na paragem do Miradouro de Santa Luzia, o elemento policial entra pela porta traseira do elétrico com o intuito de intercetar o suspeito, que se encontrava na dianteira junto a um grupo de jovens.

O suspeito ao verificar que o elétrico havia parado e aberto as portas, afasta-se do grupo de jovens turistas em direção à porta de saída, pelo que, quando se apercebe da presença do agente policial, imediatamente arremessa uma carteira para o solo. O agente impede que o suspeito abandone o local, recolhe a carteira e questiona os presentes quanto à propriedade do objeto. Em ato contínuo, o lesado de 14 anos de idade, de nacionalidade estrangeira, apresenta-se e comprova que é o legítimo proprietário da carteira que havia sido recuperada.

Após contatar com o responsável pelo lesado menor, o seu professor, o elemento policial explica-lhes o sucedido e estes prontificam-se a exercer o seu direito de queixa, tendo sido para o efeito transportados à esquadra. Naquele instante, o suspeito intercetado foi detido e, também ele, transportado às instalações policiais.

O detido foi notificado para comparecer no dia de hoje, no Tribunal de Pequena Instância Criminal de Lisboa.

Sem comentários:

Enviar um comentário